Blog da Pands

23/02/2007

Escrito por cg às 11h19

 ]  [ Envie esta mensagem ]

21/02/2007

SOBRE CARROS ALEGÓRICOS E BOLOS DE FESTA

Já pulei muito, hoje olho com desconfiança. No máximo, um churrasquinho com os primos em Andradas (MG). Cair duro numa cama e acordar às 3 da manhã com a bôca sêca e esturricada para ver, aí sim, a única coisa realmente importante de toda esse lenga lenga de carnaval: as RAINHAS DE BATERIA. Para mim, uma experiência mística. Transcendência é por aí, o resto é papo furado. Cato a garrafa de Minalba, ligo a tv e elas estão lá. Minha mulher acorda e a gente fica vendo, se divertindo. A diversão dela é dizer que são todas umas burras e que é tudo silicone, artificial, ao passo que imediatamente parto em defesa das musas, jurando por tudo que há de mais sagrado que aquele peitinho é de verdade. E aí vai passando a escola, e ela vai xingando tudo que aparece na telinha, que é tudo muito de mal gosto, que as fantasias são horríveis, que os bonecos são de dar dó, que as bundas são de mentira e que carro alegórico parece bolo enfeitado. Tire suas próprias conclusões.



Desfile de escola no Rio parece um imenso bufê de casamento, às vezes bufê de festinha infantil, tudo confeitado, um bôlo atrás do outro, com um povinho pulando em cima. Só se salvam mesmo as rainhas, pena que elas só saiam assim no carnaval, deveriam sair sempre assim. Aliás, as mulheres só deveriam se vestir assim, sempre, de segunda a domingo, meio peladas, cheias de penas e penduricalhos, sorrindo e de braços abertos. Dá? God save the Queens!


Escrito por cg às 16h34

 ]  [ Envie esta mensagem ]