Blog da Pands

20/12/2006

BARBERA



Hoje saiu um artigo meu na Folha de São Paulo, sobre a morte de Joseph Barbera. O cara inventou os Flinstones, precisa dizer mais alguma coisa? Tá no link abaixo.

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2012200613.htm

Escrito por cg às 14h10

 ]  [ Envie esta mensagem ]

19/12/2006

GRANDES DESCOBERTAS: O CÉREBRO É ATROFIADO



É muito comum dizer que quando se fica muito tempo sem usar a cabeça, o cérebro atrofia. Ando pensando em cérebros. Olho para esse cérebro aí de cima e a única conclusão que chego é que um cérebro é realmente o troço mais atrofiado que já vi na vida. Não há nada mais atrofiado do que o cérebro humano.

É uma massa toda engruvinhada, retorcida, uma sucessão de entranhas e emaranhados espremidos em uma coisa só. Eu me pergunto, que tipo de coisa pode sair de um troço desses? No mínimo, algo meio esquisito.

Isso me dá um tremendo alívio, que durante muito tempo pensei que o problema era eu. Mas agora descobri que o problema não sou eu, o problema é o meu cérebro. Ou melhor, o cérebro da humanidade. Com um troço embolado desses, cheio de nós e mais nós, não dá mesmo pra exigir muita coisa.

Então, quando pintam as guerras, quando aparece um cara tipo George Bush, tudo fica compreensível. E quando fazemos nossas cagadas de sempre, a justificativa está aí: é o cérebro. Pinta uma idéia e olha só por onde ela tem que circular. Aquela idéia pura, simples, brilhante, vai ter que se debater por todas essas entranhas retorcidas pra acabar saindo, no mínimo, totalmente estropiada. Por isso é tão bom beber. Com o álcool, vira tudo uma confusão absoluta, as idéias passam a deslizar com mais facilidades pelas sinuosas entranhas cerebrais e só aí alcançamos alguns instantes de verdadeira lucidez.

Mas sóbrio, como desenvolver uma linha de pensamento reta e longilínia com um troço desses na cabeça? Só passando a ferro e tábua. E olha que mesmo assim tenho minhas dúvidas. Não é à tôa que os gênios são tão raros e demoram tanto tempo pra aparecer. Francamente, não dá!

MAS…



O lado bom disso é que chegou um puta de um verão abrasador, e a mulherada está toda de mini-saia e sandalhinha passeando pelas ruas. Então não vou precisar do meu cerébro, no mínimo, vejamos, até março. Vai ser bom me livrar dele por uns tempos.

Escrito por cg às 18h48

 ]  [ Envie esta mensagem ]

18/12/2006

Escrito por cg às 12h07

 ]  [ Envie esta mensagem ]